A Igreja como Corpo de Cristo

Somos instados pela Palavra, como Igreja, a pensarmos e sentirmos da mesma forma e a funcionarmos como um Corpo saudável e bem ajustado. – 1 Coríntios 1:10 E por que isso? Porque como cristãos todos pertencemos ao Corpo de Cristo. É o que nos ensina a Palavra de Deus no capítulo 12 da primeira carta aos Coríntios: Ora, assim como o corpo é uma unidade, embora tenha muitos membros, e todos os membros, mesmo sendo muitos, formam um só corpo, assim também com respeito a Cristo. – v. 12 O corpo é a plenitude dos membros, é o resultado da união e perfeito funcionamento de todos os seus membros. Pois em um só corpo todos nós fomos batizados em um único Espírito: quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um único Espírito. – v. 13 Cristo, com Seu sacrifício, estabeleceu um único Corpo, uma única família, sem diferenças e sem barreiras. O corpo não é composto de um só membro, mas de muitos. Se o pé disser: “Porque não sou mão, não pertenço ao corpo”, nem por isso deixa de fazer parte do corpo. E se o ouvido disser: “Porque não sou olho, não pertenço ao corpo”, nem por isso deixa de fazer parte do corpo. Se todo o corpo fosse olho, onde estaria a audição? Se todo o corpo fosse ouvido, onde estaria o olfato? – v. 14-17 O Senhor valoriza igualmente todos os membros do Seu Corpo. Assim, não temos autorização para desprezar nenhum deles, fazendo qualquer tipo de discriminação entre nós, pois cada um tem sua função dada pelo Senhor e voltada para a edificação e saúde de todo o Corpo. Quando desprezamos nossa função no Corpo estamos nos rebelando contra o Senhor, que de antemão nos estabeleceu na função que lhe aprouve, visando suprir a demanda do Seu Corpo. – v. 18 Um único órgão não é capaz de edificar todo o Corpo, mas todos trabalhando juntos fazem o Corpo crescer e avançar de forma saudável. – v. 19 A diversidade de membros coopera para a saúde de todo o Corpo. – v. 20 O fato é que precisamos uns dos outros. Não podemos nos desqualificar porque nossos irmãos precisam de nós e nem desqualificar qualquer irmão, porque precisamos deles! – v. 21 Não cabe a nós graduarmos uns aos outros em grau de importância, pois todos podemos fluir no Espírito e ser poderosamente usados para a edificação de todo o Corpo. E esse fluir e esse edificar ocorre na união de todos os seus membros. – v. 22-25 Como membros do Corpo de Cristo pertencemos uns aos outros. E, assim, para permanecermos ligados ao Cabeça desse Corpo, que é o próprio Jesus, precisamos permanecer ligados também uns aos outros. O amor verdadeiro, juntamente com a presença do Espírito Santo, é o elo que fará com que essa união dos diversos membros do Corpo seja real e duradoura, gerando um ambiente de comunhão, de unidade, de perfeita identidade de pensamento e sentimento. Aqui está o propósito eterno de Deus: conhecermos ao Pai e nos tornamos filhos semelhantes a Jesus. – v. 27 Esse padrão perfeito semelhante a Jesus é para ser alcançado aqui, perante os olhos do mundo para que todos testemunhem a concretização do propósito eterno de Deus e deem glória ao Pai. – Efésios 4:11-14 O modelo de Igreja que o Senhor nos revela em Sua Palavra é de um Corpo baseado exclusivamente em um relacionamento de amor: relacionamento individual com o Pai, mas também relacionamento de uns com os outros. – Efésios 4:15,16 – Sermão ministrado por Davi Antunes em 13/06/2021 na cidade de Araçatuba/SP.

Deixar uma resposta