Amizade Com Deus

Você já ouviu falar de algum rei no decorrer da história que tratou todos os seus servos como verdadeiros amigos? Eu nunca ouvi falar. Até onde percebo, os reis sempre trataram seus servos como verdadeiros escravos, ou seja, obrigatoriamente submissos. Olhe para o céu (ou, pelo menos, pense nele). O Dono disso tudo que você vê (ou pensa) teria todo direito de lhe tratar como um mero escravo. Nada mais justo, penso eu, se considerarmos o fato de que somos completamente inúteis para Ele. Me refiro ao Rei dos reis, Jesus. Veja só, que fantástico, as palavras proferidas por Cristo em certo momento de sua jornada nesta Terra. “Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido.” – João 15:15 Deus seja glorificado por isso! Podemos ser chamados de “amigos de Deus”. Convenhamos: a pura amizade está em falta nos dias atuais. Como é bom termos um amigo assim. É lindo termos esta certeza de como somos vistos pelo Pai. Entretanto, uma amizade precisa de cuidados. Ser amigo é ser íntimo, fiel, ligado. Deus nos vê como seus amigos… mas nós vemos Deus como amigo? Tratamos Ele como amigo? Amigos sentam no quintal, jogam conversa fora, dão boas risadas e tomam alguma bebida enquanto assistem o jogo de futebol. Como é gostosa esta amizade. Por que não vivemos esta amizade com Aquele que nos criou? Invista mais no seu tempo com seu melhor Amigo. Que tal passarem um tempo juntos diariamente? Um tempo só de vocês. Compartilhe seus segredos, peça conselhos, revele seus medos… Você será respondido de uma forma surpreendente, afinal, Deus é assim. É o Deus que surpreende. Não sinta medo. O véu foi rasgado. Seu Amigo está sempre disposto para um bom bate-papo. Não quer conversar? Sem problemas. Ele te dá um ombro para chorar. Não há no mundo abraço melhor do que o Seu. Está com medo? É Ele quem te defende. Ele é o Leão de Judá. Chegou o momento de você mudar seu relacionamento com Deus. Está na hora deste relacionamento tornar-se mais leve e agradável. Fique tranquilo(a). Não estou falando sobre faltar com respeito para com seu Pai. Estou falando sobre tratá-lo de fato como ele é: um Pai amigo.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.