Os 4 Pilares da Libertação (Cura da Alma)

Leia gratuitamente três livros por mês através do aplicativo do autor (Android).

Todos nós fomos feridos durante a jornada da vida. Uns foram traumatizados na infância e outros desprezados na juventude. Uns foram dolorosamente injustiçados e outros se culpam todos os dias. Precisamos urgentemente de uma cura da alma para sermos libertos.

Cura da alma... Você precisa dela?

Os 4 Pilares (Cura da Alma)

A alma tem a tendência de guardar dentro de si as alegrias e tristezas da vida. As alegrias nos impulsionam e as tristezas nos previnem. Este sistema é válido para a proteção da sobrevivência humana, mas causa exageros que resultam em desequilíbrios. Sua alma pode estar imunda e talvez você não tenha consciência disso. Você precisa receber uma cura da alma? É hora de refletir profundamente.

Antes de tudo, é importante conhecermos os 4 pilares da libertação, que são:
1. Arrependimento
2. Perdão
3. Confissão
4. Restituição

Arrependimento (O Primeiro Passo Para a Cura da Alma)

O arrependimento é a verdadeira mudança de mente. Quando nos arrependemos de fato, interpretamos como algo errado aquilo que fizemos e decidimos firmemente mudar o hábito e padrão de pensamento que tínhamos até então.

Agora, arrependam-se e voltem-se para Deus, para que seus pecados sejam apagados. – Atos 3:19

Precisamos nos arrepender dos pecados que cometemos e do mal que causamos. Lembrando que guardar rancor também é um pecado, isto é, a recusa para liberar perdão visto que perdoar é um mandamento divino.

Quando entendemos que ofendemos não somente pessoas, mas também o nosso Deus, admitimos o erro e optamos por abandonar um estilo de vida sem retidão, longe do Criador. Se arrepender é fazer as pazes com Deus. Sem arrependimento, as coisas continuarão como estão: você permanecerá ferido(a), infrutífero(a) e sem paz.

Perdão

Quando o arrependimento é genuíno, o uso do perdão torna-se natural. Diante da certeza do erro, pedimos perdão a Deus pelos atos praticados, às pessoas que ferimos ou liberamos perdão para aqueles que nos marcaram negativamente.

Perdoar é liberar o agressor, deixar ir aquele que deve. Perdoar é a consequência da consciência do quanto fomos perdoados por Deus. Perdoar é reconhecer que somente Deus pode e sabe executar a perfeita justiça.

Quando estiverem orando, se tiverem alguma coisa contra alguém, perdoem-no, para que seu Pai no céu também perdoe seus pecados. Mas, se vocês se recusarem a perdoar, seu Pai no céu não perdoará seus pecados. – Marcos 11:25,26 (Palavras de Jesus)

Confissão

Esta é a etapa que muitos tentam pular ou abandonar. Evitar esta nobre atitude é continuar no lamaçal do orgulho. Aquele que não confessa deve se questionar sobre se houve mesmo um arrependimento.

Se o arrependimento e o perdão foram verdadeiros, o ato de confessar é inevitável. Quem não confessa continua protegendo os próprios erros, fortalecendo o ego e prolongando as trevas de certas áreas da alma.

Participe agora mesmo do canal do autor no Telegram para participar dos sorteios semanais!

Portanto, confessem seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo tem grande poder e produz grandes resultados. – Tiago 5:16 (ênfase acrescentada)

Gente de Jerusalém, de toda a Judeia e de todo o vale do Jordão ia até ele (João Batista). Quando confessavam seus pecados, ele os batizava no rio Jordão. – Mateus 3:5,6 (ênfase acrescentada)

Mas, se confessamos nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar nossos pecados e nos purificar de toda injustiça. – 1 João 1:9

A confissão é inegociável. Confesse seus erros e rancores para pessoas maduras e de extrema confiança. Traga luz às áreas que estavam em trevas e receba cura e alívio em nome de Jesus!

Restituição

Este é o último passo para completa cura da ferida. É a atitude mais importante para quebrar o poder do pecado escondido ou rancor dentro da alma. Exige coragem, é claro, mas após sua execução, a verdadeira paz encherá seu coração. A restituição ajusta o que está desajustado.

Restituir é, na prática: devolver o que foi roubado, honrar publicamente quem foi assim também humilhado, expor a verdade a quem foi enganado, enfim, é assumir honestamente as consequências dos atos praticados enquanto há tempo. Restituir é o resultado natural do cumprimento dos demais pilares.

Supondo que você tenha humilhado sua esposa publicamente, agora, diante do arrependimento, você a honrará publicamente e pedirá perdão diante de todos. Desta maneira você deve proceder com todos aqueles que você prejudicou física ou emocionalmente, fechando assim, qualquer brecha espiritual em sua vida.

Enquanto isso, Zaqueu se levantou e disse: “Senhor, darei metade das minhas riquezas aos pobres. E, se explorei alguém na cobrança de impostos, devolverei quatro vezes mais!”. Jesus respondeu: “Hoje chegou a salvação a esta casa, pois este homem também é filho de Abraão”. – Lucas 19:8,9

Zaqueu foi perseverante até o último pilar da cura da alma e recebeu a salvação em Cristo. Seja você também liberto das prisões que te assolam e prove hoje mesmo da vontade perfeita do Pai para você.

Não imitem o comportamento e os costumes deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma mudança em seu modo de pensar, a fim de que experimentem a boa, agradável e perfeita vontade de Deus para vocês. – Romanos 12:2

Veja também a versão em slides disponibilizada pelo pastor Daniel Souza.

Conheça os testes gratuitos para descobrir seu temperamento, medir sua ansiedade, etc.

2 comentários

  1. Prezado Danilo, bom dia.
    Excelente trabalho. Nunca poderia ser indiferente diante do óbvio. Em poucas linhas você definiu o caminho que todos “nós” deveríamos proceder para purificar não somente a nossa alma, mas também, o nosso físico, pois, a carga é muito grande e precisamos de equilíbrio para contrabalancear a nossa aproximação junto a Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *