Por Que Complicamos Tanto as Coisas?

Leia gratuitamente três livros por mês através do aplicativo do autor (Android).

Deus tem tratado sobre isso comigo há um bom tempo. O ser humano do século XXI acostumou-se a tornar tudo complexo. Somos bombardeados por informações diariamente… talvez esta rotina treine o cérebro a ver complicações em tudo.

A verdade é que Jesus não nos ensinou isso. Devemos aprender a simplicidade com o Rei Eterno que tornou-se homem por obediência ao Pai. Há três coisas em Cristo que nos servem de exemplo quando o assunto é simplicidade:

1 – Jesus Falava de Maneira Simples

É fato que Jesus conhecia verdades profundas e mistérios complicados demais para o homem, porém decidiu transmitir à humanidade estas verdades misteriosas através de simples parábolas.

Tudo isto disse Jesus, por parábolas à multidão, e nada lhes falava sem parábolas. – Mateus 13:34

Os fariseus se esforçavam para demonstrar ao povo sua grande intelectualidade. Jesus condena esta hipocrisia em Mateus 23.

Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês são como sepulcros caiados: bonitos por fora, mas por dentro estão cheios de ossos e de todo tipo de imundície. – Mateus 23:27

É claro que o grande problema não é ser inteligente, mas hipócrita. Jesus poderia ter usado palavras difíceis ou falado a língua mais culta da época, o grego, todavia optou por falar a língua popular, o aramaico¹, e usar parábolas acessíveis. Quanta simplicidade!

2 – Jesus Pregava a Simplicidade

Não vemos nem ouvimos, da parte de Jesus, algum apoio para o argumento de que devemos fugir da simplicidade. Pelo contrário, Cristo afirma que não devemos nos preocupar com nada, além do Reino de Deus e Sua Justiça. Ainda diz que para cada dia basta o seu próprio mal.

Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal. – Mateus 6:33,34

Participe agora mesmo do canal do autor no Telegram para participar dos sorteios semanais!

Eu sei que existem contas a pagar, uma agenda para cumprir e trabalhos a fazer, contudo surge uma pergunta: não podemos simplificar o ritmo em que vivemos para termos paz? Sim, é possível. Pense com calma e verá que é possível.

3 – Jesus Era Simples

Jesus falava a língua comum da época, usava parábolas ao invés de dados científicos, ressaltava frequentemente a importância de viver tranquilamente confiando no Pai e, o mais incrível, agia sempre com simplicidade.

Trouxeram a jumenta e o jumentinho, colocaram sobre eles os seus mantos, e sobre estes Jesus montou. Uma grande multidão estendeu seus mantos pelo caminho, outros cortavam ramos de árvores e os espalhavam pelo caminho. A multidão que ia adiante dele e os que o seguiam gritavam: “Hosana ao Filho de Davi! ” “Bendito é o que vem em nome do Senhor! ” “Hosana nas alturas! ” Quando Jesus entrou em Jerusalém, toda a cidade ficou agitada e perguntava: “Quem é este? ” A multidão respondia: “Este é Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia”. – Mateus 21:7-11

Eu tenho a certeza de que não faltavam formas de se obter mais pompa na época. Jesus sendo o Rei do Universo poderia ter escolhido meios de realizar uma entrada triunfal, mas optou por um jumento. Se Jesus não era simples, então eu não sei o que é simplicidade.

Você pode se perguntar: eu realmente devo ser como Jesus? Preciso realmente ser simples e pensar de forma simples? Finalizo esta postagem com este versículo:

Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte, e morte de cruz! – Filipenses 2:5-8

APÊNDICE:

1 – Super Interessante, Que língua Jesus falava?, https://super.abril.com.br/mundo-estranho/que-lingua-jesus-falava/

Conheça os testes gratuitos para descobrir seu temperamento, medir sua ansiedade, etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *