Por Que Deus Não Anula a Lei e Acaba Com o Pecado?

Pois antes de ser dada a lei, o pecado já estava no mundo. – Romanos 5:13a

O pecado começou em Satanás, ainda enquanto este era um anjo muito formoso nas regiões celestiais. A Lei foi dada a Moisés durante o êxodo do povo hebreu. Agora precisamos entender o que é pecado e o que é a Lei.

O pecado pode ser simplesmente explicado como aquilo que é contra a vontade do Senhor. Tanto é que, uma mesma ação, pode ser pecado na vida de um indivíduo e não ser na vida de outro.

► Leia também: 20 Frases de Danilo H. Gomes #7

Mas aquele que tem dúvida [se comer carne é pecado ou não] é condenado se comer, porque não come com fé; e tudo o que não provém da fé é pecado. – Romanos 14:23

A Lei, como a conhecemos, é um conjunto de 613 mandamentos revelados a Moisés para o povo israelita. Esta apenas demonstrou que o homem é extremamente sujo e incapaz de viver em santidade pela força dos próprios braços.

Ela, a Lei, serviu temporariamente para nos instruir até o momento em que a graça transbordaria onde antes o pecado abundava.

Qual era então o propósito da lei? Foi acrescentada por causa das transgressões, até que viesse o Descendente [Jesus] a quem se referia a promessa, e foi promulgada por meio de anjos, pela mão de um mediador. – Gálatas 3:19

A lei foi introduzida para que a transgressão fosse ressaltada. Mas onde aumentou o pecado, transbordou a graça. – Romanos 5:20

Então existe sim uma lei desde a eternidade e ela é a vontade perfeita do Pai. Tudo aquilo que não condiz com a vontade do Senhor é imperfeito, portanto, pecado. A lei dada a Moisés serve apenas como um lembrete da incapacidade do homem. Não somos salvos pela Lei, mas pela graça e a fé em Cristo Jesus.

Quanto a parte B de Romanos 5:13, vejamos.

Mas o pecado não é levado em conta quando não existe lei. – Romanos 5:13

Paulo está escrevendo para a Igreja em Roma que demonstrava comportamentos religiosos. Havia alguns entre eles que defendiam a salvação pelo cumprimento da Lei, o que é impossível. Eles estavam anulando o sacrifício de Jesus, o mesmo que cumpriu a Lei em nosso lugar.

Então, em suma, Paulo está dizendo: “vocês tem a certeza de que querem viver pela Lei? Se não há Lei, não há pecado injustificado. Se há graça e fé, vocês estão salvos”. Observe que Paulo escreve que “o pecado não é levado em conta” e não que “o pecado não existe”. A vontade do Senhor sempre existiu.

Basta ler o capítulo 5 de Romanos completamente para entender esta linha de raciocínio. O primeiro versículo deste capítulo começa assim:

Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo. – Romanos 5:1

Paulo escreve esta mesma linha de pensamento várias vezes ao longo das Epístolas Paulinas. Ele combate ferrenhamente a ideia de que a salvação vem pela Lei em vez de por Jesus.

Concluindo: não é possível acabar com a Lei, pois ela tem como base a vontade de Deus para seus filhos, que é eterna. Mas a boa notícia é que Jesus cumpriu esta Lei perfeitamente e seu sangue derramado nos tornou novamente alvos como a neve.

– Resposta por Danilo H. Gomes à pergunta Saulo de Tarso disse que o pecado existe por causa da Lei (religiosa). Não faria mais sentido então acabar com a Lei e viver em pecado, livre da culpa? A ausência do erro torna a Lei desnecessária? da rede social Quora.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.