Somos Filhos Legítimos do Pai

Leia gratuitamente três livros por mês através do aplicativo do autor (Android).

Precisamos Entender a paternidade na experiência com o Pai.

O Filho irradia a glória de Deus, expressa de forma exata o que Deus é e, com sua palavra poderosa, sustenta todas as coisas. Depois de nos purificar de nossos pecados, sentou-se no lugar de honra à direita do Deus majestoso no céu. – Hebreus 1:3

Conhecemos o Pai quando conhecemos a vida e obra do Filho. Jesus veio para nos ligar ao Pai e nos dar irmãos.

Jesus disse em alta voz às multidões: “Se vocês creem em mim, não creem apenas em mim, mas também naquele que me enviou. Pois, quando veem a mim, veem aquele que me enviou”. – João 12:44,45

Precisamos revelar a paternidade do Pai às pessoas. Estamos aqui para quebrar o sistema religioso. Como isso? Vivendo uma vida onde o Pai governa. Isso quebra toda religiosidade.

Jesus respondeu: “Eu lhes digo a verdade: o Filho não pode fazer coisa alguma por sua própria conta. Ele faz apenas o que vê o Pai fazer. Aquilo que o Pai faz, o Filho também faz”. – João 5:19

Conhecemos os pais através dos filhos. Nós, os filhos, revelamos o Pai. Nossos filhos revelam quem somos, sejam naturais ou espirituais.

Minha oração é que todos eles sejam um, como nós somos um, como tu estás em mim, Pai, e eu estou em ti. Que eles estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. “Eu dei a eles a glória que tu me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu estou neles e tu estás em mim. Que eles experimentem unidade perfeita, para que todo o mundo saiba que tu me enviaste e que os amas tanto quanto me amas.” – João 17:21-23

Temos que ser um. Temos um só Pai, um só Espírito. Nosso Pai é mais importante do que nossas opiniões e conceitos.

Portanto, pensem da seguinte forma: enquanto não atingir a idade adequada, o herdeiro não está numa posição muito melhor que a de um escravo, apesar de ser dono de todos os bens. Deve obedecer a seus tutores e administradores até a idade determinada por seu pai. O mesmo acontecia conosco. Éramos como crianças; éramos escravos dos princípios básicos deste mundo. Mas, quando chegou o tempo certo, Deus enviou seu Filho, nascido de uma mulher e sob a lei. Assim o fez para resgatar a nós que estávamos sob a lei, a fim de nos adotar como seus filhos. E, porque nós somos seus filhos, Deus enviou ao nosso coração o Espírito de seu Filho, e por meio dele clamamos: ” Aba , Pai”. Agora você já não é escravo, mas filho de Deus. E, uma vez que é filho, Deus o tornou herdeiro dele. – Gálatas 4:1-7

Nós somos herdeiros e coerdeiros de Cristo, isto é, tudo o que Jesus herdou, herdaremos também.

Temos tudo o que precisamos. O Senhor nos disponibilizará tudo conforme o tempo, a maturidade de Seus filhos e Sua doce vontade.

Levamos o evangelho não convidando pessoas para irem à uma reunião, mas sim apresentando a paternidade do Pai, sendo verdadeiros filhos.

Participe agora mesmo do canal do autor no Telegram para participar dos sorteios semanais!

Temos liberdade para com o Pai, pois somos filhos e não precisamos conquistar esta posição.

Não estamos aqui para determinarmos os resultados na vida das pessoas. Precisamos aguardar o amadurecimento de cada um.

“Porque Deus amou tanto o mundo que deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Deus enviou seu Filho ao mundo não para condenar o mundo, mas para salvá-lo por meio dele. “Não há condenação alguma para quem crê nele. Mas quem não crê nele já está condenado por não crer no Filho único de Deus. – João 3:16-18

Temos que estar dispostos a morrer pelos irmãos, assim como Jesus fez como filho único. Viver como filho único ou morrer para termos muitos irmãos?

Ele nos predestinou para si, para nos adotar como filhos por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito de sua vontade. – Efésios 1:5

O Senhor, como Pai, está trabalhando na vida de Seus filhos. A Palavra não volta vazia. O Espírito está trabalhando.

Fomos adotados graciosamente pelo Pai. Precisamos adotar também pessoas, cuidando do próximo, assim como somos tão bem cuidados.

Acaso vocês se esqueceram das palavras de ânimo que Deus lhes dirigiu como filhos dele? Ele disse: “Meu filho, não despreze a disciplina do Senhor; não desanime quando ele o corrigir. Pois o Senhor disciplina quem ele ama e castiga todo aquele que aceita como filho”. Enquanto suportam essa disciplina de Deus, lembrem-se de que ele os trata como filhos. Quem já ouviu falar de um filho que nunca foi disciplinado pelo pai? Se Deus não os disciplina como faz com todos os seus filhos, significa que vocês não são filhos de verdade, mas ilegítimos. Uma vez que respeitávamos nossos pais terrenos que nos disciplinavam, não devemos nos submeter ainda mais à disciplina do Pai de nosso espírito e, assim, obter vida? Pois nossos pais nos disciplinaram por alguns anos como julgaram melhor, mas a disciplina de Deus é sempre para o nosso bem, a fim de que participemos de sua santidade. Nenhuma disciplina é agradável no momento em que é aplicada; ao contrário, é dolorosa. Mais tarde, porém, produz uma colheita de vida justa e de paz para os que assim são corrigidos. – Hebreus 12:5-11

Precisamos receber as correções do Pai como filhos legítimos. As disciplinas do Senhor trazem vida para a Igreja.

Assim diz o Senhor dos Exércitos: “O dia do julgamento se aproxima e arde como uma fornalha. Naquele dia, serão queimados como palha os arrogantes e os perversos. Serão consumidos, desde as raízes até os ramos. “Mas, para vocês que temem meu nome, o sol da justiça se levantará, trazendo cura em suas asas. E vocês sairão e saltarão de alegria, como bezerros soltos no pasto. No dia em que eu agir, vocês pisarão sobre os perversos como se eles fossem pó sob os seus pés”, diz o Senhor dos Exércitos. “Lembrem-se de obedecer à lei de Moisés, meu servo, a todos os decretos e estatutos que dei a todo o Israel no monte Sinai. “Vejam, eu lhes envio o profeta Elias antes da vinda do grande e terrível dia do Senhor. Ele fará que o coração dos pais volte para seus filhos e o coração dos filhos volte para seus pais. Do contrário, eu virei e castigarei a terra com maldição.” – Malaquias 4:1-6

Somos a família que mostrará ao mundo o imensurável amor do Senhor, nosso Pai.

– Sermão ministrado por Daniel Antunes, dia 13/02/22 em Araçatuba/SP.

Conheça os testes gratuitos para descobrir seu temperamento, medir sua ansiedade, etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *