Quando Deus Falou Comigo

Leia gratuitamente três livros por mês através do aplicativo do autor (Android).

Por Danilo H. Gomes

Era mais um dia normal como qualquer outro. Em meu trabalho eu tentava encontrar clientes em potencial e fechar algumas vendas por telefone. Na época eu trabalhava como operador de telemarketing.

Finalizando mais uma ligação comum e sem acordo fechado, o senhor do outro lado da linha diz:

– Não desligue… Espere um pouco… O Espírito Santo está me mostrando que você irá viajar muitas vezes.

Eu, como um bom cético naquele momento, achei que simplesmente tratava-se de um devaneio qualquer. Talvez uma forma de chamar a atenção para sua religiosidade, pensei.

– Que bom. Agradeço, senhor – respondi, por educação.

Alguns anos depois (não me recordo a distância de tempo com exatidão), possivelmente uns 2 anos após o ocorrido, minha vida estava diferente. Não trabalhava mais como operador de telemarketing e frequentava a igreja próxima à minha casa.

Lembro-me de estar insatisfeito com meu estilo de vida. Em mais uma oração rotineira antes de dormir, me ajoelhei para orar e fiz um “acordo” com Deus. Disse a Ele que eu ficaria um tempo fora do ministério de louvor da igreja para descansar, mas era temporário. E sim, apresentei esta vontade diante de Deus como uma espécie de tratado.

Fui convidado a participar de um culto especial da igreja de outro bairro. Hesitei um pouco, mas acabei aceitando o convite.

O pregador convidado subiu ao altar com seus papéis para iniciar o sermão, porém logo que olhou para a igreja sua reação mudou. Ele parecia estar um pouco confuso e olhava para mim com frequência.

Cheguei a pensar que aquele rapaz tinha me achado bonito (e que Deus me perdoe por isso).

Percebi o quanto ele se esforçava para iniciar seu sermão, mas seus olhares em minha direção eram frequentes. Até o momento que ele deixou o sermão de lado e colocou para fora:

Participe agora mesmo do canal do autor no Telegram para participar dos sorteios semanais!

– Deus está me revelando que alguém aqui está tentando negociar com Ele, está tentando fazer um acordo com Deus.

Meu coração disparou. Cheguei a pensar se algum irmão em Cristo próximo havia falado algo sobre mim para aquele pregador. Mas não podia ser, pois ninguém sabia do meu acordo. Absolutamente ninguém.

– Quem aqui tem a profecia das nações? – Perguntou o pregador.

Somente uma garota e eu levantamos a mão. Naquele instante eu não tinha para onde correr, pois como aquele homem saberia da ligação recebida há anos em que o idoso de algum lugar distante do país revelou que eu viajaria muito?

– Sim, eu sabia que você tinha esta profecia. – Afirmou o pregador, apontando para mim. – Deus manda eu te dizer o seguinte: desista deste acordo, não abandone o ministério, senão no futuro você verá outras pessoas sendo usadas e você não.

Balancei a cabeça como concordância. Minha reação não poderia ser outra.

Após este evento, o pregador retornou para seu sermão. Não me lembro do que foi pregado, pois aquelas emoções foram fortes demais para mim. Apenas me recordo que, no apelo final, fui até diante do altar e ali chorei como criança enquanto Deus usava o pregador para revelar mais coisas a meu respeito (coisas que não deixarei aqui escrito por razões pessoais e espero que entenda).

Mas entre estas revelações há uma frase em especial da qual nunca me esquecerei.

“Danilo, Eu sei quando, sentado e em pensamento, você sonha. Você é um filho de sonhos altos… muito altos… Mas, pode sonhar!”

Esta experiência foi incrível e achei justo passar adiante.

Ah… Você deve estar se perguntando se eu já viajo muito. A resposta é: não. Mas, para Deus, tudo é possível. Tudo… no tempo Dele.

Conheça os testes gratuitos para descobrir seu temperamento, medir sua ansiedade, etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *