Como Ouvir a Voz de Deus

Essa é a aspiração de muitas pessoas: ouvir a voz de Deus.

Mas como nos relacionar com um ser indetectável pelos sentidos humanos?

Bom, a Bíblia está repleta de relatos de pessoas que se relacionaram com Deus, que falaram com Ele, que ouviram a Sua voz e até mesmo que O viram com seus próprios olhos! Então, é possível!

Mas quando nos propomos a iniciar e a nutrir um relacionamento com Deus, precisamos ter consciência de que isto deve ser feito nos termos Dele, e não nos nossos.

Para isso, o passo inicial é ter fé, porque é isso que Ele espera de nós.

Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam. (Hebreus 11:6)

Um diálogo é composto por duas partes: o emissor e o receptor.

Se queremos ouvir a voz de Deus, precisamos ser receptores que creem Nele, que estão prontos a ouvi-Lo e a confiar no que Ele diz. Como em todo relacionamento, Deus espera de nós uma correspondência ao Seu falar.

Dificilmente o Senhor perderá tempo falando a corações insensíveis e desatentos a Sua voz, porque ainda que Ele o fizesse, esse tipo de pessoa muito provavelmente não lhe daria atenção alguma, sequer perceberia o Seu falar.

Além de estar fora do alcance de nossos sentidos (na maioria das vezes), Deus também ultrapassa os limites das leis naturais que regem a vida do ser humano. Para Ele, o impossível é possível, o extraordinário é normal e a Sua agenda não atende as exigências do nosso tempo. Por isso, não podemos nos relacionar com Ele sob o prisma de nossas limitações humanas.

Até mesmo nossas convenções sociais não funcionam diante de Deus, já que Ele é Aquele que sonda mentes e corações.

Para o Senhor, tudo o que importa é a intenção do nosso coração, a nossa motivação interior, e não propriamente o que fazemos ou quem parecemos ser aos olhos humanos.

O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração. (1 Samuel 16:7b)

O Senhor sabe de tudo. Ele sabe o que estava no nosso coração, o que está, o que estará e o que poderia estar.

Por isso, orar não é simplesmente dizer palavras para Deus, mas expor diante Dele o nosso coração.

Mas, como nosso coração é enganoso, necessitamos do auxílio do Espírito Santo para orar da maneira correta. Caso contrário, nos cansaremos de tentar nos comunicar com Deus sem sucesso, pois estaremos fazendo isso nos nossos termos, e não nos Dele, e já vimos que isso não funciona.

Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. (Romanos 8:26)

Uma oração bem sucedida é aquela que é guiada pelo Espírito, porque orar não tem somente a ver com contar nossos problemas para Deus, até porque Ele já sabe!

Orar está muito mais ligado a conhecer o que está no coração do Pai a meu respeito, a respeito da situação problemática que estou vivendo, e receber Dele a direção correta, a solução adequada para o meu conflito.

Esta é a última etapa do diálogo: ouvir o que o Senhor tem a dizer sobre mim e sobre o meu problema.

Para isso, o Senhor deseja de nós mais do que um coração disposto a ouvi-Lo, Ele espera um coração disponível para obedecê-Lo.

Não adianta estarmos dispostos a ouvi-Lo, se não pretendemos fazer nada diante de Sua direção, se não seguirmos e obedecermos a Sua voz.

Se relacionar com Deus é algo prático. Ele espera de nós uma resposta, uma correspondência, um coração disponível, e não apenas disposto. Escolher colocar as Suas instruções em prática é responsabilidade nossa!

Quer ouvir a voz de Deus?

Tenha um coração sensível e cheio de fé, disposto e humilde, disponível e sincero, pois Deus não quer apenas falar com você, Ele quer trabalhar em você e através de você!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.