Déficit de Atenção: Como Vencê-lo

Eu, particularmente, nunca vi tantas pessoas alegarem ser vítimas do famoso “déficit de atenção” como nos tempos modernos atuais. É raro encontrarmos alguém capaz de se concentrar em algo ou alguém por mais de 10 minutos sem se deixar levar por distrações. Vejo pessoas da terceira idade superando os mais jovens no quesito atenção. Por que chegamos a esse ponto e como podemos superar isso?

O mundo moderno é repleto de distrações constantes, exigindo uma habilidade cada vez maior para manter o foco em tarefas importantes. Para muitos, o desafio de combater o déficit de atenção tornou-se uma batalha diária. O excesso de estímulos que se apresentam aos nossos olhos e ouvidos aceleram e mente e enfraquecem a capacidade de atenção (observe, por exemplo, quantas notificações você recebe diariamente em seu celular).

Apesar de tudo, existem estratégias eficazes que podem ajudar a melhorar o foco e superar esse obstáculo.

Compreendendo o Déficit de Atenção

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é uma condição neurobiológica que afeta a capacidade de concentração e gera impulsividade, atingindo a regulação do comportamento. Embora o TDAH seja uma condição clínica que requer acompanhamento profissional, muitas das estratégias para melhorar o foco podem ser úteis para esses indivíduos.

Talvez você não tenha sido diagnosticado(a) como vítima da TDAH, mas tem percebido que a sua capacidade de atenção é uma piada. Sendo assim, as estratégias abaixo também são para você.

Estratégias: Estabelecer Metas Claras

Definir metas específicas e mensuráveis pode ajudar a manter o foco. Ao saber exatamente o que precisa ser alcançado, é mais fácil direcionar a atenção para as tarefas relevantes. Ao estabelecer objetivos com firmeza, em conjunto com o hábito de repetir para si palavras em prol de tais alvos, sua mente será mais estimulada para o uso da atenção.

Estratégias: Praticar a Atenção

A prática da atenção envolve o foco proposital. Tire um tempo do seu dia para se afastar do celular e de outros estimuladores da ansiedade a fim de focar totalmente em algo ou alguém por um tempo significativo. Seja um filme ou passeio no parque, tenha um tempo de qualidade e dê paz para sua mente.

Estratégias: Gerenciar o Ambiente

Reduzir distrações no ambiente de trabalho ou estudo pode ajudar a manter o foco. Isso pode incluir desligar notificações de dispositivos, encontrar um local tranquilo para trabalhar e organizar o espaço para minimizar interferências.

Estratégias: Utilizar Técnicas de Organização

Agendas, listas de tarefas e técnicas de gerenciamento de tempo, como a técnica Pomodoro (trabalho focado por períodos de tempo seguidos por pausas), podem ajudar a manter o foco e a produtividade. Sugiro duas obras de minha autoria: Transforme Seu Tempo em Rendimento: Estratégias eficientes para eliminar a procrastinação e Como Vencer a Desorganização: Organizar faz a vida mudar.

Estratégias: Exercício Físico e Alimentação Saudável

O exercício regular e uma dieta equilibrada têm impacto positivo na saúde mental e cognitiva. Estudos mostram que a atividade física pode aumentar a concentração e reduzir os sintomas de déficit de atenção. Além disso, lhe deixo uma ideia. Que tal separar o tempo de exercícios para também alimentar o foco e edificar a alma ouvindo a Bíblia ou até mesmo um bom podcast?

Estratégias: Descanso e Sono Adequados

O descanso adequado é essencial para a função cognitiva. A falta de sono pode afetar negativamente a concentração e a capacidade de foco. Poderíamos nos debruçar sobre esse assunto, visto que sua importância é altíssima, mas não o faremos agora. Faça este teste de qualidade de sono para iniciar uma autoanálise nessa questão e busque melhorar o seu tempo de sono.


Melhorar o foco e superar o déficit de atenção pode ser um desafio, mas não é impossível. Existem várias outras estratégias além das expostas nesse artigo. Vale a pena estudar o tema para superar seus problemas de atenção e promover uma melhor qualidade de vida. Lembre-se: excesso de estímulos não geram somente desatenção, mas também ansiedade. Uma coisa está intimamente ligada a outra. Supere a mente acelerada e, de bônus, vença também a ansiedade.